Startup que leva inteligência a importações e exportações recebe aporte milionário

0
198

As viagens para negócios ou lazer podem estar paradas por conta da pandemia do novo coronavírus. Mas as cargas continuam indo de um lado para outro do mundo — e startups do ramo continuam pensando em formas de tornar essa logística mais eficiente e exportações.

É o caso da brasileira LogComex. A startup tem uma plataforma de big data que leva inteligência para importações e exportações. A solução captou uma nova rodada de R$ 3 milhões para melhorar sua tecnologia e continuar crescendo 10% ao mês neste ano, apesar da desaceleração econômica provocada pela pandemia.

Ideia de negócio: inteligência em importações e exportações
A LogComex foi criada pelos empreendedores Carlos Souza e Helmuth Hofstatter em 2016. Souza era diretor de um despachante aduaneira, enquanto Hofstatter trabalhou com comércio exterior e depois com tecnologia da informação para esse setor na cidade portuária de Paranaguá (Paraná).

Vi como as empresas perdiam muito dinheiro por não terem informações no tempo certo. É um setor carente de tecnologia, que convive com uma cadeia bagunçada e a falta de comunicação entre portos, operadores logísticos e importadores e exportadores”, diz Hofstatter.

A LogComex começou focada em armazéns e portos. Depois, atendeu operadores logísticos. Agora, também tem importadores e exportadores como clientes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui