Startup brasileira cria “oficina digital” que identifica danos no carro com apenas uma foto

0
449

Startup brasileira cria “oficina digital” que identifica danos no carro com apenas uma foto

O mercado de reparos automotivos já está no DNA da família Gimenez. Tudo começou com o patriarca José, que fundou a empresa AutoReg em 1995. Especializado em regulação de sinistros para seguradoras, o negócio serviu como uma “escola” para seus quatro filhos – dentre eles, Fernando, hoje com 38 anos. “Eu e meus irmãos passamos pelo mesmo caminho. Entramos na empresa com o cargo mais baixo possível e experimentamos diferentes setores, até descobrirmos nossa vocação.”

Dentro da empresa desde os 16 anos, Fernando viu o negócio familiar crescer e evoluir. Até que, em 2011, a AutoReg foi vendida para uma multinacional. Foi aí que o jovem resolveu se aprofundar nas nuances do empreendedorismo e começar algo novo.

Com auxílio de seus irmãos, Fábio e Renato Gimenez, e um investimento de R$ 700 mil, nascia a startup Car10, em 2014.

O carro-chefe da startup é uma plataforma que serve como ponte de ligação entre motoristas e oficinas. Fernando conta que a ideia surgiu da vontade de criar uma solução direcionada para o cliente final, não as seguradoras. A diferenciação, entretanto, se encontra na tecnologia aplicada nesse serviço.

Dentro da empresa desde os 16 anos, Fernando viu o negócio familiar crescer e evoluir. Até que, em 2011, a AutoReg foi vendida para uma multinacional. Foi aí que o jovem resolveu se aprofundar nas nuances do empreendedorismo e começar algo novo.

Para utilizar a solução, o cliente deve enviar fotos dos danos sofridos pelo carro para a Car10 por meio do aplicativo ou site. A plataforma, então, direciona as imagens para até cinco oficinas, que respondem com um orçamento em até duas horas. A intenção é que, com base nessas informações, o usuário consiga escolher o melhor local para realizar o reparo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui