Seis dicas para a transformação digital das escolas

0
206
Christopher Kuhn
Transformação digital -A digitalização em escolas e instituições educacionais foi negligenciada. Isso ficou muito claro com a pandemia da Covid-19 e o homeschooling. De um momento para o outro, as aulas tiveram que se tornar digitais: as tarefas foram enviadas por e-mail, as discussões foram realizadas por meio de videoconferência e a lição de casa concluída teve que ser carregada para um servidor da escola. Então a digitalização da sala de aula teve que ser feita às pressas, o que deixou sua marca. Muitos alunos, pais e professores se sentiram oprimidos e criticaram os equipamentos técnicos inadequados das escolas.

Na Alemanha, os governos federal e estadual estão em processo de disponibilizar 500 milhões de euros para digitalização escolar como parte do DigitalPakt Schule. Até agora, o orçamento tem sido usado para fornecer laptops aos alunos que não tinham nenhum equipamento em casa. No Brasil, o governo federal encaminhou para o Congresso, projeto de lei para regularizar o ensino domiciliar de crianças e adolescentes. Na verdade, são dez projetos em tramitação desde 2012. Passando essa fase legal, precisamos trabalhar a parte tecnológica para impulsionar com sucesso a digitalização nas escolas e melhor apoiar os alunos no ensino em casa.

Elaborei essas seis dicas a seguir para ajudar no caminho para uma escola digitalizada:

1. Treine a equipe, disponibilize especialistas

A supervisão da tecnologia nas escolas é criticada em muitos casos. Frequentemente, um professor cuida da TI paralelamente ao ensino e não é capaz de atender a todas as necessidades. As escolas podem conter mais de 1.000 alunos e, portanto, devem ter um ambiente de TI semelhante a um negócio. O trabalho do CIO não deve ser feito paralelamente, mas deve ser feito em tempo integral por uma pessoa treinada, a fim de criar estruturas eficazes e profissionais.

2. Conduza o estado atual e análises de necessidades entre alunos, pais e professores

Antes de fazer novas compras relacionadas a TI, uma análise deve primeiro ser realizada entre alunos, professores e pais. Que objetivos eles têm em relação ao uso da tecnologia? Quais são exatamente as suas necessidades? O que já funciona bem e onde estão os pontos fracos? Quão experientes são os alunos, professores e pais no que diz respeito a TI? E o mais importante, eles estão bem equipados em casa?

3. Defina serviços de suporte de TI

Com base na análise, uma estratégia adaptada às necessidades do usuário deve ser criada, incluindo a contratação de pessoal especializado e a determinação de ferramentas adequadas para fornecer suporte. Todos os processos devem ser planejados de acordo com o ITIL, que significa Biblioteca de Infraestrutura de Tecnologia da Informação, e é uma estrutura para a implementação de ITSM (Gerenciamento de Serviço de TI).

“Uma estratégia adaptada às necessidades do usuário deve ser criada, incluindo a contratação de pessoal especializado e a determinação de ferramentas apropriadas para fornecer suporte.”

+++Cupido digital: brasileiros apostam em inteligência artificial para encontrar um(a) parceiro(a)

4. Encontre uma solução ITSM adequada

Para fornecer aos alunos, pais e professores um suporte rápido e eficiente durante o ensino em casa, as soluções de ITSM devem ser cuidadosamente selecionadas e incluir os seguintes componentes:

• Baseado em nuvem: se a solução for baseada em nuvem, todos podem acessá-la facilmente de qualquer lugar. Ela também elimina muitas horas de trabalho internas, já que a hospedagem e a manutenção do software são feitas pelo provedor de serviços.

• A capacidade de criar notificações personalizadas (tickets) mantém as coisas funcionando perfeitamente em todos os lados e mantém a equipe de suporte técnico e os usuários atualizados. Alunos, pais e professores podem ver rapidamente quando sua solicitação pode ser resolvida com um clique no sistema.

• Vários canais de comunicação (multicanal), como e-mail, chat, telefone, mídia social etc., garantem que todos possam escolher seu canal de comunicação preferido, com base na idade e preferências, além de manter a comunicação com o suporte de TI contínua.

• No portal de autoatendimento, alunos, pais e professores podem obter informações sobre como resolver problemas simples por conta própria, sem precisar entrar em contato com a TI. Esta é uma boa experiência de aprendizado e motiva os alunos quando eles podem resolver um problema sozinhos. FAQs (perguntas frequentes) e uma base de conhecimento também fornecem um bom suporte inicial.

5. Garanta a segurança dos dados

A segurança de TI não desempenha apenas um papel importante nas empresas onde o dinheiro está em jogo. Em escolas e instituições educacionais, os dados também são confidenciais e devem receber o mais alto nível de proteção. É por isso que o aspecto de segurança deve desempenhar um papel fundamental na seleção do sistema certo.

As escolas, assim como as empresas, devem cumprir a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) e multas altas são aplicadas se violarem o regulamento. Portanto, o cumprimento da LGPD deve ser um critério obrigatório no processo de seleção. No que diz respeito à segurança de TI, certos critérios também devem ser considerados, por exemplo, o fabricante deve fornecer atualizações regulares para que não ocorram falhas de segurança.

6. Treine ainda mais os usuários

A melhor solução de ITSM só é eficiente se todos puderem usá-la. Após a decisão a favor de uma solução, vale a pena fornecer uma comunicação abrangente para alunos, pais e professores, bem como treinamento para todos os usuários. Em uma sessão de treinamento conjunto, o especialista em TI pode fazer uma demonstração ao vivo, resolver as tarefas de treinamento e responder a quaisquer perguntas.
Por Christopher Kuhn

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui