Quebra-cabeça bancário: Ações customizadas de TI auxiliam empresas a criarem seu próprio banco digital

0
83
Banco de imagens

Quebra-cabeça bancário -O crescimento da transformação digital no setor financeiro, impulsionado pela pandemia, deve seguir em alta. Estudo da Juniper Research revela que mais da metade da população global (53%) vai utilizar serviços de bancos digitais nos próximos anos. Diante desse cenário de oportunidade, João Moressi Jr., CEO e fundador da Opah IT – empresa especializada no desenvolvimento de ferramentas customizadas de TI – separou dicas de como as empresas brasileiras podem usufruir desse crescimento, criando e estruturando essas soluções de tecnologia – sejam elas individuais ou integradas de acordo com a necessidade de cada empresa.

Confira abaixo as dicas selecionadas pelo CEO da Opah IT.

Alternativa em períodos de crise

Quando falamos de momentos de crise ou recessão, muitas pessoas buscam bancos e outros meios tradicionais para obter empréstimos e financiamentos. Contudo, em diversos casos, a aprovação de crédito nessas instituições pode ser difícil.

“Muitas empresas podem se beneficiar dessa dificuldade imposta pelos bancos mais tradicionais, oferecendo serviços financeiros, mas trazendo mais flexibilidade e facilidade aos clientes, podendo oferecer um leque maior de valores e prazos,” destaca Moressi.

Maior fidelização dos clientes

Prática comum no varejo de vestuário, o cartão de crédito de lojas voltado ao consumidor é um exemplo de estratégia para aumentar a fidelidade dos clientes. Por meio dele, as empresas trazem benefícios como disponibilizar um crédito mais baixo, descontos e parcelamentos exclusivos.

Para as lojas, oferecer crédito para que façam compras no próprio estabelecimento, além de diminuir as chances de inadimplência e controlar como o cliente vai utilizar o crédito são alguns dos benefícios.

Otimização de dados dos clientes

Normalmente redes de varejo que vendem eletrodomésticos, eletrônicos e móveis disponibilizam que as faturas sejam quitadas no próprio estabelecimento. Quando um produto é adquirido, o boleto é gerado na própria loja e pode ser quitado no mesmo local, sem a necessidade de um banco.

“Essa conveniência, além de facilitar o pagamento aos clientes, faz o dinheiro ser movimentado apenas dentro da loja. Com isso, a empresa pode saber o histórico de consumo dos clientes, sabendo onde, quando e o que os consumidores compraram. Esses dados podem auxiliar o CRM das empresas a elaborar estratégias de ofertas e abordagens direcionadas para o perfil de cada cliente,” aponta Moressi.

Serviços financeiros que as empresas podem oferecer

Dentre as principais soluções financeiras que uma empresa pode oferecer estão: pagamentos instantâneos via PIX, gestão de documentos e atendimento, e sistema antifraude.

+++Cada vez mais humanizados, chatbots melhoram resultados das empresas

Confira outros serviços para bancarizar uma empresa:

– Cadastro e proposta: Área administrativa com os recursos necessários para acompanhamento da solução e atendimento dos clientes;

– Conta digital (Web e App): Gerenciamento, pagamento e autorização das transações financeiras, com detalhamento total das informações;

– Bureau Cadastral e Motor de Crédito: Avaliação de cadastro para emissão de cartão e CDC (Crédito Direto ao Consumidor) para clientes com restrição e sem restrição;

– Core Bancário: Autorizador, serviço de conciliação bancária, empréstimos e remessa internacional;

– Mesa de Crédito e Decisão: Oferecer e gerenciar ofertas de crédito.

“Embora a pandemia tenha servido como um impulsionador, o uso de contas digitais já vinha em alta no país. Dentro desse cenário, a Opah tem prezado pela entrega de soluções individuais ou integradas, como um quebra-cabeça, que é montado de acordo com a necessidade de cada empresa. Ou seja, conseguimos atender o cliente de maneira integral e personalizada”, finaliza Moressi.

Da assessoria

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui