Palavra-chave – O que os brasileiros mais têm buscado na internet

0
113

Palavra-chave  O que as pessoas mais pesquisaram no Google em 2020? Esses estudos são aqueles que adoramos e nos deixam super curiosos e, por isso, a SEMrush , líder global em marketing digital, analisou mais de 20 bilhões de palavras-chaves e organizou uma lista para saciar essa curiosidade.

O relatório traz dados do Brasil e globais (para buscas em inglês), no período de Janeiro a Agosto de 2020.

 

Em um ano repleto de novidades e situações, podemos observar que algumas novas palavras-chaves chegaram com força total. Dentre os 100 assuntos mais pesquisadas no Google em 2020, o estudo aponta que o brasileiro segue ligado nas principais plataformas digitais e serviços de e-commerce.

Também houve um grande volume para “coronavírus” – termo que foi pesquisado mais de 60 milhões de vezes por mês em 2020 (6,1 milhões de vezes no Brasil). Além, é claro, de um grande volume de buscas sobre futebol. Veja no link as 100 principais pesquisas em 2020 no Brasil.

 

+++ Ela criou bomba tira-leite que não faz barulho e pode ser…

 

Considerando o top 10, o Brasil teve um comportamento muito parecido com os usuários que buscam em inglês no Google. Entre as 10 pesquisas com maior volume, oito termos são iguais à versão de busca em português, como: Facebook, Youtube, clima ou previsão do tempo (weather), Hotmail, Google, tradutor (translate), Google tradutor (google translate). A diferença fica por conta do “Whatsapp web” e “Mercado Livre” – presentes no Brasil, enquanto nos dados globais aparecem “Amazon” e “Instagram”.

 

Mercado Livre

Dentre os marketplaces que se destacaram no volume de buscas está o Mercado Livre, com média mensal de 37.2 milhões, a OLX com 11.1 milhões e as Americanas, Casas Bahia e Magazine Luiza com 9.14 milhões cada. Já dentre os veículos de comunicação, aparecem na lista, O Globo e UOL, com 30.4 milhões cada, G1 com 16.6 milhões e Globo Esporte com 11.1 milhões. Falando de plataformas de vídeo e streaming, o Youtube apurou um volume de 68 milhões, Netflix com 13.6 milhões e Globo Play com 4.09 milhões.

 

Correios

Outros termos de destaque no top 50 são Correios com 9.14 milhões, volume possivelmente conquistado pelo aumento de compras online, Mega Sena com 9.14 milhões, Brasileirão com 7.48 milhões e speed test com 2.74 milhões, possivelmente por conta das pessoas estarem trabalhando de casa e precisarem checar a velocidade da internet.

 

E, quais foram as perguntas mais frequentes no Brasil?

Se considerarmos as perguntas mais frequentes feitas no Google por brasileiros em 2020, podemos com certeza dizer que os tópicos de receitas são o destaque: “como fazer panqueca” foi a 6ª pergunta mais feita, com volume 165 mil, enquanto “brigadeiro e pipoca doce” apuraram 110 mil buscas. Bolinho de chuva, molho branco e pudim vêm logo em seguida com média de 91 mil buscas cada. Mais algumas perguntas interessantes:

  • Como saber meu número? – 310 mil
  • O que significa TBT? – 246 mil
  • Quem saiu do BBB? – 135 mil
  • O que é fascismo? – 74 mil
  • O que é pandemia? – 74 mil

 

 

Principais palavras-chave tendência em 2020

A próxima etapa foi explorar como os acontecimentos de 2020 mudaram as principais áreas de interesse do público em geral.

Em nível global, destaca-se o “Dalgona coffee”, uma bebida preparada com café instantâneo, açúcar, água e leite, que parece ser preparada por uma cafeteria profissional. A receita se tornou rapidamente um hit do Instagram, e é a palavra-chave de maior tendência no mundo todo.

 

Live do Gusttavo Lima?

No Brasil, os 10 termos com maior crescimento de buscas no Google em 2020 estão diretamente ligados ao Covid-19 e à pandemia, incluindo auxílio emergencial e o boom das Lives dos artistas. Veja os termos de maior destaque.

  • Live de hoje
  • Covid 19
  • Auxílio emergencial
  • Live Jorge e Mateus
  • A realidade de Madhu
  • Caixa auxílio
  •  Fique em casa
  • Live do Gusttavo Lima
  • FGTS emergencial
  • Benefício emergencial

 

Novos termos pesquisados em 2020 – Mundo e Brasil

Ao se aprofundar nas tendências de pesquisa de 2020, vários novos termos populares sem registros de pesquisas online anteriores foram descobertos. A lista principal foi classificada pelo volume de pesquisa das palavras-chave que surgiram em 2020.

 

“Enrolados”

Essas palavras-chave marcam novas ocasiões importantes, muitas das quais viralizaram. Analisando as buscas globais em inglês, “Tangled” (“Enrolados” em Português), da Disney, lançado em 2010, de repente voltou a ser popular pois o nome do reino em que se passa a história se chama “Corona”.

 

Jamal Murray

Outra história tendência: Jamal Murray, jogador de basquete profissional, que marcou 50 pontos em um jogo dos playoffs da NBA e se tornou um dos poucos a marcar 50 pontos duas vezes em uma temporada de playoffs ao lado de grandes estrelas do basquete, como Michael Jordan e Allen Iverson. Já em fevereiro, a tragédia de Gabriel Fernandez virou tema de conversa após a série documental da Netflix contar sua história.

 

“achatar a curva”

As pesquisas de memes da quarentena para animar os amigos, familiares e colegas, aumentaram durante os tempos de incerteza, assim como a consulta por “achatar a curva”, que também teve muita atenção neste ano.

 

#bbb e #gafanhotos

No Brasil, as pesquisas ligadas ao ano de 2020 obviamente também ganharam espaço, mas o destaque fica por conta os resultados dos desfiles de escola de samba e para o BBB e seus participantes. Outra curiosidade, foi o termo “gafanhotos” no Brasil – relacionada à nuvem desses insetos que apareceu no Sul do país.

 

Olga Andrienko, Diretora de Marketing Global da SEMrush, aponta que há muitas dúvidas sobre a validade dos questionários de pesquisa, pois, ao respondê-los, as pessoas preferem causar uma boa impressão em vez de contar a verdade.

“O único lugar em que as pessoas são mais precisas possível é no Google ou quando pesquisam. Esse é o único lugar em que as pessoas não mentem e são honestas quando pesquisam. E é por isso que as empresas precisam entender, aceitar e dar atenção ao que as pessoas pesquisam”, finaliza a especialista.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui