Novas tecnologias imersivas e sensoriais têm potencial para revolucionar relações humanas

0
822
Novas tecnologias
Novas tecnologias -A pandemia acelerou a transformação digital em todos os aspectos, seja no entretenimento, nos negócios ou na comunicação, através do uso da inteligência artificial, da realidade aumentada e de experiências imersivas. Diante deste cenário, especialistas avaliam que há um potencial imenso para revolucionar as relações humanas e utilizar as tecnologias imersivas nas mais variadas áreas. No webinar Arena de Ideias desta quinta-feira (20), especialistas convidados discutiram a revolução digital em curso e as enormes possibilidades das novas tecnologias no universo da comunicação multimídia.

“Tenho visto um crescimento importante, claro que a gente tem uma certa dificuldade em relação à infraestrutura. Nós precisamos entender no Brasil como aplicar a tecnologia da realidade aumentada em diversas áreas: educação, indústria e agricultura. A realidade virtual é muito importante para treinamento, por exemplo, com transposição cognitiva e a recriação da sensação de presença”, afirmou o diretor criativo e sócio fundador da XCAVE, Rodrigo Hurtado, uma das maiores referências no Brasil em novas mídias imersivas XR e real-time. Para Rodrigo, esta é “uma nova era de conteúdo, não linear, e customizável”.

Segundo o presidente da Associação Brasileira de Tecnologia Visual e diretor do VFXRio, Matteo Moriconi, o uso das novas tecnologias digitais, imersivas e interativas está só começando e será potencializado na sociedade pós-pandemia. Moriconi cita como exemplo o crescimento do metaverso, espécie de mundo virtual que tenta replicar a realidade através de dispositivos digitais e que deve conquistar um número cada vez maior de adeptos.

“A pandemia acelerou os processos. Muitos grupos trabalharam intensamente em novas tecnologias, em disruption, com realidade aumentada. Estamos passando por um processo de aceleração de tecnologias que irá mudar a maneira de criar conteúdo e de interagir com as outras pessoas. À medida que as tecnologias forem mais acessíveis a um público mais amplo, as pessoas começarão a utilizar mais e o metaverso vai amadurecer”.

Anfitriã do webinar, a sócia-diretora da In Press Oficina, Patrícia Marins, ressaltou que as transformações digitais na comunicação já são uma realidade. Para ela, trata-se de um fenômeno irreversível e que proporcionará uma verdadeira revolução no comportamento do consumidor nos próximos anos.

“O pós-pandemia será ainda mais sensorial, híbrido e com muitas disrupções. São muitos os aprendizados que já temos coletados e vivenciados. O consumidor hoje não quer apenas comprar um produto, queremos de fato experimentar uma jornada de maneira real e imersiva, que impacta as múltiplas camadas”.

Storytelling nas novas tecnologias

Diante dessa nova realidade sensorial, o storytelling exerce papel essencial para complementar e impulsionar as novas tecnologias digitais, imersivas e interativas. Afinal, a ferramenta tem o poder de conectar as pessoas com o conteúdo, através de uma narrativa criativa e que desperta o fascínio do público.

“O storytelling é a capacidade de criar metáforas para interpretar a vida. O que faz a gente se conectar com qualquer conteúdo é o storytelling. Vivemos mudança importante e os processos dessas novas tecnologias são parte de interação”, disse Rodrigo Hurtado.

Para Matteo Moriconi, “o storytelling cria uma narrativa para a tecnologia, é uma mágica”. No entanto, ao contrário do senso comum, ele não teme uma robotização do comportamento humano. “Essa aproximação da tecnologia com a natureza humana, na verdade não vai transformar a gente em robôs, vai nos tornar ainda mais humanos”, enfatizou.

Patrícia resumiu a parceria perfeita e necessária entre as novas tecnologias digitais e imersivas e o storytelling: “na construção do mundo da comunicação, você agregar o storytelling com a tecnologia é o casamento perfeito! É o começo de uma história de sucesso”, afirmou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui