Estudo realizado pela Sede revela que Minas Gerais tem quase 890 startups

0
89
Light Bulb Ideas Creative Diagram Concept

O governo de Minas apresentou ontem um levantamento realizado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede), que traçou um mapeamento das 885 startups atuantes no Estado.

Além de identificá-las, o objetivo é conectá-las para gerar aceleração da economia. Ao todo, 1,3 mil organizações – entre startups, empresas de base tecnológica, aceleradoras, fundos de investimento, dentre outros – estão concentradas no ecossistema mineiro, considerado o segundo maior do Brasil.

O objetivo do estudo, realizado por meio do Sistema Mineiro de Inovação (Simi), em parceria com a empresa Liga Ventures, é dar visibilidade nacional e internacional para o ecossistema de inovação mineiro, além de facilitar a conexão das organizações e geração de negócios.

A partir deste e de futuros mapeamentos, será possível detalhar como esse ecossistema se organiza e evolui, o que permitirá a definição de melhores políticas públicas na temática, além de embasar melhores decisões de organizações, como aceleradoras e fundos de investimentos, em intensificar suas atividades e iniciativas no Estado.

Em Minas Gerais, as 885 startups mapeadas estão divididas em 12 diferentes regiões: Região Metropolitana de BH, Triângulo Mineiro/ Alto Paranaíba, Sul e Sudoeste de Minas, Zona da Mata, Norte de Minas, Oeste, Campo das Vertentes, Vale do Rio Doce, Central, Vale do Jequitinhonha e Vale do Mucuri.

Entre elas, a que apresenta o maior número de investimento é a RMBH, com 576 startups espalhadas em quatro cidades, seguida pelo Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba com 111 startups em seis cidades.

Desenvolvimento – O estudo apontou, também, que o crescimento dos empreendimentos alavancou nos últimos anos, com mais de 50% surgindo nos últimos cinco anos. A principal atuação das startups é no mercado B2B (empresa para empresa), com 56% das startups.

Em seguida, aparecem 19% no B2B2C (empresa para empresa para o consumidor – quando há primeiramente uma relação de venda entre empresas para só depois atingir o cliente final) e 18% no B2C (empresa para consumidor).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui