Dicas de planejamento para o PME conquistar novos negócios

0
94
Banco de imagens
Planejamento para PME -Ao contrário do que muitos pensam, ter presença digital não se limita a marcar território nas redes sociais e em outros canais online. Vai muito além disso: trata-se de fazer um excelente uso dessas ferramentas, de modo a profissionalizar os seus processos, sejam de atendimento, venda, pós venda, gestão financeira e mais. A digitalização consiste em mudar a forma do empreendedor aprimorar o seu negócio de forma a conquistar a relevância necessária para se tornar um parceiro confiável para o seu público. E, para isso, é necessário planejamento, para manter uma atuação online ativa e sólida.

A presença digital é fundamental para a construção da marca de uma empresa. É imprescindível tê-la no plano de marketing e, claro, zelar pela sua regularidade. Com ela, o empreendimento estreita a sua relação com os clientes, ganha a confiança deles e ainda fortalece o seu nome em um mercado cada vez mais competitivo.

Pensando nisso, Raquel Dalastti, head de produtos da Locaweb, separou abaixo cinco dicas para o seu negócio ingressar, se manter e prosperar no digital:

1 – Conheça o seu público:

O primeiro passo é conhecer o seu público-alvo: seja para venda ou prestação de serviço, é essencial conhecer o seu público: para quem você quer vender, onde essa pessoa costuma buscar informação, quais são as necessidades dela que o seu produto pode sanar. Sabendo disso é possível elaborar estratégias que façam mais sentido para o seu negócio.

2 – Priorize:

É importante você ter bem mapeado quais são os principais pontos de atrito do seu negócio. Qual é o ponto sensível da sua operação atualmente? Agilidade de atendimento? Suporte à venda ou ao pós-venda? Gestão de carteira de clientes? Atrair novos clientes? Tenha clareza de qual problema você precisa resolver primeiro: e endereçar a tratativa deles, um a um. Para isso, liste todas as questões conhecidas e estime o esforço e investimento necessário para endereçá-los. Comece pelos de menor esforço e maior valor.

3 – Constância:

Muitos negócios chegam na internet apenas para ocupar espaço e, por não terem um planejamento, acabam se tornando fantasmas e diminuindo cada vez mais suas atualizações, o que também afeta o engajamento da sua marca. Com as atualizações dos algoritmos das redes sociais, é cada vez mais essencial estar presente regularmente.

Faça um planejamento para sua empresa, organize e identifique oportunidades do mercado, como datas comemorativas para seu segmento, ações promocionais etc. e no dia a dia opte pelo uso de soluções e ferramentas ágeis, que permitam integrações, recursos complementares e funcionalidades para criar, produzir e gerenciar.

4 – Use métricas e estabeleça objetivos plausíveis

Acompanhar a sua estratégia é imprescindível para o sucesso. Estabelecer métricas é definir o que é esse sucesso. Elas serem alcançáveis em um determinado período de tempo é importante para analisar se o caminho está correto. Não adianta você abrir um negócio da sua casa e estabelecer quem em dois meses será líder do mercado. Se não for um mercado que você acaba de inventar dificilmente esse objetivo será atingido. É importante pesquisar o que os seus concorrentes fazem, que tipo de conteúdo tem mais engajamento e como ele é feito. E essas métricas dependem de cada canal que você utiliza, blog, loja virtual, redes sociais etc. No e-mail marketing, por exemplo, é comum acompanhar taxas de entrega, aberturas, cliques, opt-in e opt-out e até o mapa de calor para identificar as reais importâncias da campanha. Cada canal oferece um leque de possibilidades e taxas de sucesso.

Uma dica é acompanhar os resultados e interações a partir de uma hora após realizado, no dia seguinte e alguns dias depois. Definindo essa linha do tempo, você conhecerá quais foram as reações do seu público e também poderá fazer otimizações ao longo das ações. É importante aqui priorizar: se seus maiores resultados são provenientes do blog, por exemplo, lembre-se de investir e encontrar melhorias específicas para o projeto, aumentando seus resultados. E desapegue das métricas de vaidade: curtidas, comentários e seguidores não são métricas tangíveis para o dia a dia – e estão longe de representarem sucesso e vendas, não é mesmo?

5 – Paciência!

“Fiz meu site e uma rede social. Postei hoje e não tive nenhum retorno. Devo desistir?” Calma. Quando algo não dá certo, você deve avaliar o motivo. Muitas vezes aumentamos nossa expectativa e ansiedade por resultados – sem entender a dinâmica dessas plataformas. Essa situação pode esconder diversas oportunidades de disseminar ainda mais a notícia. Se você deseja levar tráfego, invista em novas postagens com informações úteis ao usuário da sua rede social. Faça um tour pelo seu site. Divulgue páginas prioritárias ou as categorias mais acessadas. Adicione cupons de desconto e imagine outras ações para a própria experiência de seus seguidores.

A grande verdade é que cada público se comporta de maneira diferente em cada plataforma. Identifique quais são as ações mais compatíveis para cada rede social, por exemplo. Você pode entender que no Instagram fotos estilosas, informações e conteúdos, bastidores e notícias, por exemplo, são mais viáveis.

Para Raquel, “essas são só algumas dicas para os negócios que querem começar a trilhar o seu caminho na web, caminho que deve ser pensado sempre de forma estratégica. E a presença digital é hoje fundamental para o sucesso. Para e pense: se você busca uma empresa no Google e não acha, você atribui a ela a mesma credibilidade de uma concorrente que aparece logo na primeira página?”.
Da assessoria

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui