Competição para criação de startups abre inscrições para jovens em todo o país

0
165
Competição para criação de startups

Competição-Estudantes de todas as escolas do país, a partir dos 12 anos, do Ensino Fundamental II e Ensino Médio, podem se inscrever até 28 de maio na Start SFB, competição para criação de startups. Em sua segunda edição, o projeto conta com a realização do Sistema Farias Brito de Ensino, apoio da Santillana e da DreamShaper, e tem o objetivo de descobrir e desenvolver jovens inovadores em todo o Brasil.

A competição contará com uma banca de jurados, composta por profissionais e empreendedores experientes, que avaliará os projetos sob o ponto de vista de sua tecnologia, impacto socioambiental, diversidade, inclusão, acessibilidade, inovação, conceito e viabilidade. Os três primeiros lugares da competição ganharão iPhones, iPads e Kindles. O vencedor do público terá direito a um Echo Dot (assistente virtual da Amazon) por participante.

+++História de Empreendedor – Conheça a Busger

Etapas

Os alunos terão contato com modelos de negócios, validação de problemas e fases de criação de uma empresa. O aprimoramento dos projetos ocorrerá de 31 de maio e 1º de julho. A próxima etapa será no dia 7 de julho, quando a equipe de jurados, formada por grandes empreendedores e líderes, escolherá os 16 projetos (8 de cada categoria) mais inovadores.

Segundo Ribamar Francisco Monteiro, diretor do Sistema Farias Brito, a realização da segunda edição do Start SFB mostra a importância do fomento ao empreendedorismo para os jovens. “É um prazer realizar mais uma edição desta competição e conhecer os inúmeros talentos empreendedores dos estudantes brasileiros. A Start SFB revelou grandes ideias em 2020 e esse ano queremos conhecer ainda mais soluções inovadoras”, ressalta.

Num processo feito inteiramente de forma virtual pela plataforma da plataforma da DreamShaper, a competição irá capacitar os participantes, mesmo sem conhecimento prévio sobre startups e criação de empresas. “O momento em que vivemos, especialmente por conta da pandemia, é mais do que propício ao desenvolvimento de ferramentas que auxiliem professores e alunos a se adaptar aos desafios da educação do séc. XXI”, afirma João Borges, CEO da DreamShaper.
A participação será gratuita, basta que os alunos tenham acesso a um computador com webcam, microfone e conexão estável de internet. São três estudantes por equipe. Entre os dias 12 e 23 de julho, os mentores auxiliarão os finalistas em suas apresentações. E no dia 24 de julho, ocorre o chamado Demo Day, no qual os jovens apresentarão seus projetos para a avaliação final. Os resultados serão divulgados no dia 8 de agosto.

Para saber mais sobre a competição, que no ano passado contou com mais de 400 inscritos, e conferir os projetos finalistas de 2020, acesse o  site.

 

Da assessoria

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui