Clube de assinaturas: 6 dicas para tornar a estratégia vantajosa para a sua empresa

0
122
Clube de assinaturas

Clubes de Assinatura– Dentre as mais variadas estratégias e modelos de negócio viáveis para proprietários de e-commerce, os clubes de assinatura ganham destaque não apenas pelo potencial de rentabilidade que oferecem, mas também pelos desafios inerentes à sua implementação. “Ao mesmo tempo que constrói uma relação de fidelidade com os clientes, a opção demanda um forte investimento na construção de valor dos produtos ofertados com preços atrativos, uma vez que o foco está na captação de clientes e não necessariamente no lucro obtido com a venda de produtos”, explica Thiago Mazeto, diretor comercial e marketing da Tray, unidade de negócio do Grupo Locaweb .

Com base nisso, o executivo preparou uma lista com 5 dicas para ajudar os empreendedores que buscam dar seus primeiros passos com clubes de assinatura e buscam por boas margens de crescimento no longo prazo:

– Antes de tudo, é fundamental que o empreendedor compreenda seu nicho de mercado por completo, de forma a obter uma ampla visão sobre o perfil de consumidor, quais são seus concorrentes diretos e indiretos e os índices de recompra, assim como o tempo médio entre uma compra e outra. Toda esta análise deve ser baseada nos tipos de produto ou serviço oferecidos, que podem ser de compra rotineira (como cosméticos ou rações para pets) ou serviços de curadoria (como vinhos, cafés ou carnes especiais).

– Com estas diretrizes definidas, o clube de assinaturas deve traçar o objetivo de transformar seus clientes em fregueses por meio do valor agregado dos produtos ou serviços. Esta mentalidade de transição se dá a partir do momento em que o consumidor passa a comprar de forma recorrente, motivado por um sentimento de identificação com o serviço que diminui as chances ou a necessidade de procurar os produtos de um concorrente.

– É importante escolher o modelo de negócio adequado, que pode partir do envio de novidades ou produtos exclusivos para a casa do consumidor, disponibilização de saldo para compras futuras nas lojas ou na oferta de produtos de grande recompra, para viabilizar comodidade e conveniência para o assinante

– Outra grande possibilidade de retenção de assinantes está na oferta de programas de fidelidade, que garantem ao consumidor vantagens futuras de forma concreta, a partir de compras recorrentes. Exemplos conhecidos desta estratégia são os programas de milhagens em companhias aéreas e até mesmo a disponibilização de cartões de crédito exclusivos, que garantem um lifetime value (LTV) maior de clientes fidelizados

– Obtenha feedbacks e analise sugestões feitas pelos assinantes por meio da criação de grupos em redes sociais, blogs ou fóruns de discussão. Esta é a melhor forma de aproximar os consumidores e aprimorar os mecanismos de venda dos seus produtos em curto, médio e longo prazo!

“Por mim, é fundamental que o lojista entregue mais do que prometeu ao seu assinante. Esta tomada de decisão é um ponto-chave na retenção de fregueses que não buscam apenas brindes descontextualizados, como canetas e chaveiros, mas que se sentem valorizados quando são presenteados com itens de valor agregado e usuais para o cotidiano”, finaliza Mazeto.
Da assessoria

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui