Aplicativo de jogos monitora a saúde de idosos em isolamento social na pandemia

0
52

Um aplicativo de jogos para idosos, desenvolvido com apoio do Programa FAPESP Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE) com o objetivo de treinar as habilidades cognitivas, como memória e raciocínio, e de melhorar o condicionamento físico, ganhará uma nova funcionalidade. O programa será utilizado para monitorar a saúde dos usuários em isolamento social em razão da pandemia de COVID-19.

O projeto, conduzido pela empresa paulista ISGames, em São Paulo, foi um dos seis primeiros selecionados em edital lançado pelo PIPE-FAPESP em parceria com a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), para apoiar o desenvolvimento de produtos, serviços ou processos criados por startups e pequenas empresas de base tecnológica no Estado de São Paulo, voltados ao combate da COVID-19.

“A ideia é que por meio de uma pulseira ou de um relógio conectados ao aplicativo seja possível registrar os batimentos cardíacos e o número de passos dados em casa pelo usuário, por exemplo”, diz Fabio Ota, pesquisador responsável pelo projeto.

De acordo com Ota, a partir do histórico de dados de saúde do usuário, o aplicativo, batizado de “Cérebro Ativo”, vai gerar um relatório que poderá ser enviado, por exemplo, a um médico ou a familiares do idoso que estiver em confinamento social.

O perfil de cada usuário será analisado por meio de inteligência artificial para monitorar eventuais alterações de comportamento. Todos os processos do aplicativo serão baseados em conceitos do modelo biopsicossocial – que estuda a causa ou o progresso de doenças utilizando fatores biológicos, psicológicos e sociais.

“Todas as informações coletadas vão seguir o que está estabelecido na Lei Geral de Proteção de Dados”, ressalta Oto.

Segundo o pesquisador, um dos principais objetivos dos novos módulos do aplicativo será o de ampliar o relacionamento dos idosos confinados por meio de jogo com amigos e familiares.

O game “Árvore Genealógica”, por exemplo, busca aumentar as conexões sociais do idoso ao criar uma árvore com os membros da família e adicionar informações sobre o histórico de saúde de cada uma das pessoas adicionadas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui